Analogia da Crise Econômica em Salões de Beleza

Analogia da Crise Econômica em Salões de Beleza

Alexandre Cantinho, um dos fundadores da Icon Gestão de Pagamentos, revela para o Portal do Divanah, como fazer a diferença nos salões de beleza em tempos de crise.
Uma das atribuições de um gestor de salão de beleza é saber identificar corretamente quem é seu concorrente e como ele poderá afetar seu negócio. A primeira visão que vem à nossa mente quando se fala em concorrente, é aquela imagem do salão próximo a nós que disputa o mesmo cliente que a gente. Mas, na verdade, a visão não deveria ser essa.

CRISE 1

Por definição, um concorrente é aquele que compete com sua empresa na preferência do gasto do dinheiro do seu cliente. Partindo-se do princípio que o dinheiro do seu cliente é limitado, ele terá que escolher onde irá priorizar o gasto dele e, em momentos de crise, isso fica ainda mais rigoroso. Em que posição de prioridade o trato com a beleza está na lista desse seu cliente ?

CRISE 2

O seu cliente tem gastos fixos como moradia, aluguel, IPTU, condomínio, água, luz, alimentação, educação, entre outros. Se o seu cliente não tiver condições de pagar essas contas, certamente, não irá pagar um salão de beleza, portanto, não podemos colocar esses gastos como concorrentes do nosso salão mas como prioritários para aquele cliente. Com o dinheiro que resta, o cliente irá escolher onde irá gastar o que sobrou.

CRISE 3

É aí que entra o trabalho do bom gestor. O seu cliente pode querer gastar essa sobra de dinheiro em TV por assinatura, internet, diarista, celulares, planos de saúde, remédios, restaurantes, viagens, carro, casa própria, dízimos e etc. É por isso que seu concorrente não é apenas o salão próximo a você. Seus concorrentes reais são: Net, Sky, faxineira, Vivo,  Claro, Tim,  Amil e etc. E, grande parte dessas empresas tem argumentos muito mais fortes (e muito mais dinheiro para publicidade) que o seu salão. Portanto, a sua empresa vai receber mais dinheiro desse cliente quanto maior for a sua prioridade dentro dessa lista e muito menos se estiver no final dela.
CRISE 4

E como melhorar a sua posição dentro dessa lista ? Através de parcerias. Já que definimos o que é um concorrente, vamos definir o que é um parceiro. Um parceiro é aquele que não apresenta diferença em relação a outro. Será que o salão ao lado não poderia se enquadrar como parceiro ? É claro que sim ! Afinal de contas, vocês tem o mesmo objetivo (subir na lista de prioridades dos clientes) e as mesmas dificuldades a superar.

CRISE 5

E como o salão ao lado poderia ser meu parceiro? No caso dos salões de beleza, poderia ser realizado um evento, em seu município ou bairro, instituindo um Dia da Beleza, em que todos os associados investiriam na explicação, para toda a comunidade, a importância no cuidado com a beleza no dia a dia, a melhoria que ocorre com a saúde física e mental, já que a beleza atua diretamente na auto estima. Isso tudo voltado para o lado institucional. Dependendo da força dessa ação, poderá gerar muita publicidade gratuita em jornais, revistas e televisão. Ações como essa trariam o seu “concorrente” para mais próximo de você e, além de fortalecer o mercado da beleza de uma forma geral, evitando então aquele incômodo de salões que ficam tirando profissionais uns dos outros, formalizando assim uma parceria.

Seria uma união entre os estabelecimentos para o bem estar em comum do mercado. Então, já é hora de parar de olhar o salão de beleza que fica ao lado como concorrente, e olhá-lo como parceiro. Isso pode parecer estranho à primeira vista, mas é uma forma muito eficiente para captar novos clientes e fidelizar os que já existem.

 

FOTOS: DIVULGAÇÃO


Alexandre Cantinho

Alexandre Cantinho

Com uma experiência de mais de 20 anos na área de consultoria em salões de beleza e estética, Alexandre Cantinho, de 49 anos, é formado em análise de sistemas e fundou, em 2011, junto com Willian Myiata, a Icon. O consultor e palestrante já trabalhou com consultoria na Espanha, na França, na Angola e em todo o Brasil. Com a vivência dos sócios em salões, viram que faltava no mercado um projeto que trouxesse adequação para inserir as empresas dentro de uma melhor realidade trabalhista e tributária. Uniram todo o conhecimento e vontade de crescer e fundamentaram a ideia da Icon. Hoje, a empresa conta com aproximadamente 3.000 beneficiários deste projeto, entre salões e parceiros.

Faça seus comentários

comentário(s)



Posts relacionados

Icon na Conquista do Sul do País

Continuando seu processo de ampliação pelo país, a Icon Gestão de Pagamentos já deu start no sul, começando pela maravilhosa

MW My Way Inaugura à Primeira Filial do Spa do Cabelo

Elder Lorenzo, hairstylist e o mais novo terapeuta capilar, fala para o Portal do Divanah da sua imensa alegria e

Eles chegaram lá

Fábio Paiva e Carolina Salgado, tops profissionais da beauté do Templo de Beleza Espaço Be, revelaram para o Portal do